quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Preciso de ti!



Este chão que piso,com pés doridos e sós
Que vão vagueando na vida,à procura dos teus Soltem-me as asas,estou ferida
Não me ignores
Jaz no chão a minha vida
O meu corpo nada sente,está frio,regelado Elevo o meu pensamento,para não sentir a dor Dor,que dor?
Que nem eu sei o seu sentir
Apenas vagueio à procura de ti
Neste chão duro e frio,caí e não me levanto Aonde estás? Porque demoras?
Até quando irei suportar esta ausência
Estendo a minha mão,mas a tua não encontro
No espaço dos meus dedos,não há preenchimento
Há apenas o ar que passa,cada vez mais frio
Bato as minhas pequenas asas,na esperança de conseguir voar
Mas estou ferida,preciso de ti!
Para continuar!

R.M.CRUZ



Poema dedicado a uma amiga!

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Silêncio!


Se um dia me vires chorar,não perguntes porquê
Simplesmente escuta-me
Em silêncio
E a cada soluço meu
Sente o bater do meu coração,que está envolto em tristeza e dor
Espera!
Ainda não é tempo de falar
Silêncio!
É tempo de escutar
Escuta!
O meu coração,que chora de dor
Não procura consolação,apenas um pouco de amor
Não me censures
Não me critiques
Não me segures
Eu só quero que fiques
Fica!
Fica só ao meu lado,sem razões,sem porquês?
Eu apenas preciso da tua presença
Finge apenas que não me vês
Eu não quero que vejas,porque nada há para ver
Fica apenas ao meu lado
Ajuda-me
Ajuda-me a renascer!

R.M.CRUZ